16º Dia: Nós somos a lei

Deixe um comentário

28 de novembro de 2014 por bossolon

Campinas. Dia 28/11/2014

Caro diário. Pela manhã o lider do grupo, Derek nos chamou pra conversar. Ficamos sentados numa sala na frente da mesa dele. Derek é um homem forte (não tão monstro quando Tonny, mas bem forte). É loiro, apesar de ter cabelo raspado e tem olhos azuis. Tonny (o cara de ontem) estava na sala também, assim como Jim e Pink.

_ Gostei do seu diário, meu caro! Bem divertido _ Disse assim que nos sentamos. _ Agora… pode me explicar porque você apontou uma arma pro meu pessoal?

_ Vocês roubaram nosso caminhão.

_ O caminhão.. É… só tem um problema… não tinha seu nome nele.

_ Você leu o diário! Sabe que é nosso.

_ E sei que você pode ter pego esse diário de alguém. Ninguem me garante que você é o Dario. Tem documentos? Ah não! No seu diário tava escrito que deixou pra tras

_ nos devolva nosso caminhão, nossas armas e nos deixe ir. Temos que encontrar nossos amigos.

_ Não posso fazer isso. Presisamos de armas e do caminhão. Mas! Tenho uma proposta. Você pode nos ajudar. E ai te ajudamos. Nós precisamos de mais armas. E bem… você esteve na escola de cadetes.

_ O que tem?

_ Você vai com uns dos nossos buscar armas la e nós devolvemos seu caminhão.

_ Não vou fazer isso! O lugar está infestado

_ Vocês vão saber quando chegarem la!

_ Por que deveria confiar em bandidos?

Derek riu.

_ Bandidos? Acha que somos bandidos? _ Derek tirou do bolso um distintinvo policial e deixou sobre a mesa _ Nós somos a lei!

_ Quando tudo isso começou. _ Começou Tonny _ Estavamos encarregados de cuidar dos presidiários numa penitenciária. Vários deles usaram o caos pra escapar. Nós os perseguimos até aqui. Eles estão em algum lugar de Joaquim Egídio. Estabelecemos nossa base aqui. Alguns desses sobreviventes entraram para nossas causas. Vocês podem fazer o mesmo. Temos recursos pra ajudar a encontrar seus amigos.

_ Vocês roubaram nosso caminhão e não querem devolver. Se não confiam na gente, como posso confiar em vocês?

_ Como pode confiar na gente? _ Derek já estava impaciente. _ Você confia num ladrão mas não confia num policial? Ah! Você não sabe porque ele mentiu, não é!

Derek Apontou pra Alan

_ Esse aí _ falou _ Esse aí é um dos presidiários que fugiram! É acusado de matar a própria esposa e o amante! Agora, me diz. Quem deve provar confiança aqui?

Todos olhamos pra Alan. Lembro dele ter tido de ter visto sua esposa morrer. Nunca imaginei que ele a matou.

_ Foi impulso… Eu não fugi pra fazer mal a ninguém! Eu precisava ver minha filha… só isso!

_ Então eu proponho o seguinte _ Disse Derek sentando-se. _ Vocês podem todos ser acusados de abrigar um foragido. Ou vocês podem nos ajudar.

Não parecia que teriamos outra opção além dessas. Tonny, Pink, Léo, jim e Nolan nos acompanharia até o exército, mas Alan ficaria preso. Assim, fomos até a escola de cadetes de novo. Não queria voltar pra la depois de tudo.

Ainda haviam bastante zumbis na escola de cadetes. Mesmo assim, Tonny e todos nós descemos. Jim ficou no caminhão atropelando e atraindo zumbis enquanto invadíamos o quartel. Seguimos em direção ao armazém de armas. Na porta encontramos o sargento. Ele estava vagando pelo meio dos zumbis. Tonny se apressou e bateu com um bastão direto na cabeça dele, matando-o. Quando passamos pelo corpo, vi que o corpo estava intacto, com exceção de uma única mordida no ombro. “Deve ter sido aquele um” pensei.

Carregamos as armas pra fora enquanto Pink mantinha os zumbis longe. Jim chegou com o caminhão e carregamos tudo o mais rápido o possível. Depois de carregado fomos em bora. Na saída pude ver novamente, se arrastando, a mulher da bomba de ar.

No caminho de volta, próximo a Souzas um tiro atingiu o caminhão acertando em cheio o peito de Leo. Jim parou o caminhão imediatamente e todos nos protegemos. Um carro surgiu da esquina de onde sairam 5 pessoas atirando em nós.

_ São os fugitivos! Revidem!

Um tiroteio começou. Nunca tinha matado nada alem de zumbis até agora. Bem.. eu não matei ninguém. Estava mais preocupado em me proteger. Pink se revelou uma grande atiradora. Acertou 3 dos cinco. Alan acertou outro. Quando só sobrou um Tonny deu a volta por trás do caminhão e agarrou-o. Pink e Nolan correram para amarrá-lo.

_ Pilhem tudo! _ Disse Tonny levando o prisioneiro pra parte de trás do caminhão.

Quando fomos pegar as armas dos homens vi, no banco de trás do carro em que estavam, a espada de Matheus. Apanhei a espada e fui correndo para o prisioneiro

_ Onde pegou essa espada!

_ Calma ai, garoto! _ Segurou-me Tonny

_ Essa é a espada de um dos meus amigos desaparecidos! Onde pegou essa espada!

_ Escuta! _ Tonny me advertiu depois de me jogar no chão da carroceria do caminhão _ Aqui não é seguro! Controle esses impulsos sentimentais! Vamos interrogá-lo quando voltarmos! Você entendeu?

Não respondi nada então Tonny aproximou seu rosto até ficar bem próximo de mim

_ Eu perguntei… se você entendeu…

_ Sim _ Respondi bravo

Leo estava morto. Colocamos uma camiseta em volta do rosto do homem como uma especie de venda. Saimos dali e voltamos para a fazenda dos policiais. Tonny levou o homem para o interrogatório e nós tivemos que esperar e ajudar a carregar as coisas. No fim da tarde Tonny veio ao nosso encontro

_ O cara não tá falando muito. Ele não disse onde estão escondidos. Mas ele confirmou que encontrou um grupo de sobreviventes. Duas mulheres, uma criança, um doente e dois homens. A espada era de um deles. Ele disse que eles estão bem. Não se preocupe. Assim que descobrirmos onde estão os foragidos, vamos resgatar seus amigos.

Não confio muito nessas pessoas. O homem foi jogado na prisão onde estávamos, junto com Alan. Nós ganhamos a liberdade, mas optamos por ficar ali, pois queriamos resgatar nossos amigos. Não gosto de estar com essas pessoas, principalmente com Derek. Mas parece o mais sensato agora.

Fim do dia 16

Grupo

Policiais

Foragidos

Pr. Felipe

Derek

Alan

Antonio

Tonny

Prisioneiro capturado

Pink

 Mais 37 pessoas

Jim

Nolan

Mais 10 pessoas

Inventário:

result

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: