43º Dia: A gente só sobrevive se a gente se ajudar

Deixe um comentário

26 de dezembro de 2014 por bossolon

Campinas. Dia 26/12/2014

Caro diário. Hoje acabou nossa folga então tivemos que voltar a trabalhar.

Acordei cedo, como tem sido ultimamente e, como de costume, fui ao quarto da Lucia para batermos um papo. Depois segui para a cozinha a fim de tomar café da manhã, ao lado de Pink e Jim.

Com hoje havia saido o sol, tivemos que passar parte da tarde enchendo as garrafas Pet de água e colocando-as no telhado ao sol. Isso vai purificar a água da chuva e matar as bactérias.

Tonny e Derek, como não queriam fazer esse tipo de trabalho e não podiam ainda limpar o resto do hospital, ficaram ajudando Osvaldo com o muro. Pink resolveu ficar no telhado com as garrafas. Era melhor para ela, como atiradora, pois já ficava em posição.

Durante a tarde, tivemos que ir em uma das obras próximas pegar mais pedra e areia. Esse foi o único momento que saímos. O resto do dia todo, permanecemos no hospital cuidando dos pacientes. Gabriel tem se tornado muito bom nesse quesito. Ele alegra os outros pacientes, ao lado do pastor Felipe.

_ Eu sei que é dificil _ Falava com seu jeito meio desengonçado _ Mas olha pra mim. Eu também tenho dificuldades. Mas to aqui!_ E depois de uma pausa continuou_ Meu irmão me ajudou muito. E a Catarina tá ajudando todo mundo. A gente só sobrevive se a gente se ajudar.

Gabriel e o pastor têm rodado todos os quartos trazendo esperança para as pessoas. Por vezes, Lucia também vai junto, quando está forte o suficiente para andar e sempre na compania de Bia. Victor costuma ficar pelo hospital ou jundo de Osvaldo matando zumbis que se aproximam. Mas como hoje Derek e Tonny estão la para matar Zumbis, ele acompanhou o irmão.

_ Você não deveria ser tão reservado _ Falava Bia com ele que estava escorado na porta _ Seu irmão é bem social

_ Eu só…. não sou de falar muito. Não tenho nada pra falar.

_ Nós todos temos algo pra falar….

_ Eu não tenho muito…

Deixei Bia em sua tentativa de fazer seu amado conversar um pouco e fui atrás de Fabrícia. Ela estava com Miguel cuidando de alguns doentes.

_ Esta se saindo uma boa enfermeira _ Eu disse

_ Estou tentando fazer o Miguel olhar para outras coisas além de matar zumbis, já que alguém anda dando um amu exemplo

_ Esse alguém é eu? _ Comentei_ Porque eu só tenho tentado manter todo mundo vivo.

_ E sendo uma má influencia para o Miguel! _ Retrucou_ Você podia ao menos ficar menos feliz ao sair do hospital.

Fabrícia estava certa nesse ponto. Eu prefiro muito mais estar la fora do que dentro do hospital. Não me sinto útil por aqui e o ambiente não me agrada muito. Ou talvez eu esteja, assim como Miguel, empolgado em ser um “matador de zumbis”.

Lembro agora que no cursinho, uma vez, um professor disse que nós nem imaginamos quais serão as profissões mais populares da próxima década. Tenho certeza que há dez anos atrás nunca imaginaríamos que ser matador de zumbis fosse uma profissão em alta um dia.

Durante a noite, já se tornou costume gastarmo tempo no quarto 104 tocando violão e conversando. Jim fez um de seus Stand-ups para Lucia. Como está em época de natal e ano novo ele fez umas piadas sobre isso. Bem, na verdade não sei se as piadas são dele mesmo…

_ Eu gosto do natal e ano novo assim como gosto de sexo _ Disse_ Gosto de coisas que só acontecem uma vez por ano. Mas odeio mais o ano novo que o natal. Porque passsa o natal e o natal acaba ali. O ano novo se estende. Passa o ano novo, você encontra uma pessoa e fala: “feliz ano novo”. Passa um mês você encontra outra pessoa e fala: “Feliz ano novo”. Tipo não tem uma data prevista para parar de desejar feliz ano novo.*

_ Outra coisa que não gosto nessa época _ Continuou Jim_ É panetone. Odeio panetone. Panetone é igual aquela sua amiga que tem um monte de amigo gay, sabe? Tipo, você quer comer mas tem umas frutinha atrapalhando.*

_ E amigo secreto então? Detesto amigo secreto! Você acaba de receber seu 13º quer gastar aquele dinheiro todo e alguém inventa de fazer amigo secreto. E o pior é que você se mata pra escolher um presente legal e diferente pro seu amigo pra receber o que? Uma droga de caixa de bombom. Como se eu já não fosse engordar o suficiente nas festas. Pior que caixa de bombom é aquele que te da um porta retrado. Em pleno ano de 2014 em que tudo é digital que que eu vou fazer com um um porta-retrado? Quando eu ganho porta-retrato eu nem tiro a foto de exemplo que vem nele. Naquela foto só tem gente bonita, é melhor deixar la que colocar uma foto minha.

O Stand-up de jim continuou por mais um tempo, então Pink tocou algumas musicas antes de irmos cada um para seu quarto. É estranho dizer isso, mas me acostumei ao apocalipse zumbi. Digo, me acostumei a matar zumbis e sobreviver assim.

Fim do dia 43

103

104

105

Resto do hospital

Derek (28)

Lucia (17)

Dario (23)

Catarina (29)

Tonny (26)

Victor (21)

Mateus (20)

Osvaldo (51)

Antonio (61)

Gabriel (24)

Camila (21)

Beatriz (21)

Pr. Felipe (40)

Pink (19)

Fabricia (32)

Raquel (24)

Jim (23)

Miguel (7)

Alan (35)


* Boa parte desse stand-up pertence a piadas de Rafinha bastos e Diogo Portugal. Apenas a ultima parte foi escrita pelo autor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: