76º Dia: alguém viu meu filho?

4

28 de janeiro de 2015 por bossolon

Campinas. Dia 28/01/2015

Caro diário. Tive alguns pesadelos hoje de novo. E mal consegui voltar a dormir. O resultado é que eram 5 da manhã e eu já estava de pé. Caminhei para o corredor e vi que eu não era o único com insônia. Raquel seguia pelo corredor, aparentemente indo em direção à cozinha.

_ Acordado já? _ Me perguntou com voz de cansada ao me ver.

_ Pois é….

_ O café vai demorar um pouco…

_ Bom… Só vou deixar meu diário no quarto ao lado pra Lucia ler e se quiser posso te dar uma ajuda.

_ É… eu posso precisar de uma mãozinha…

Lucia estava dormindo ainda, então apenas deixei o diário ao lado da cama dela e segui para a cozinha para ajudar Raquel. Ela separou um pouco de massa que sempre deixava pronta e colocou no forno enquanto eu fiz o café (seguindo as orientações dela quanto as medidas). Raquel usou um pouco de legumes cozidos que sobrou da janta de ontem e fez uma espécie de esfias de legumes.

Eu praticamente fiz mais companhia do que trabalhei. Raquel já era bem experiente e já cuidava de tudo praticamente sozinha. Por vezes eu ajudava picando algum legumes ou fruta. Aproveitei para tomar meu café da manhã mais cedo, junto com ela. Comi umas duas maçãs e algumas bananas amassadas com aveia e mel.

Eu ainda tinha que conversar com Camila e Raquel. Mas, tudo aquilo me deixava estressado. Sai da cozinha e acabei cruzando com Miguel que ia tomar café. Novamente ele me parou para pedir para ensiná-lo a atirar e caçar zumbis. As crianças são muito insistentes. Tive que dizer não várias vezes até Fabrícia aparecer e manda-lo ir para a cozinha.

_ Desculpe. Ele dica empolgado com essa idéia. Eu nem sei mais o que fazer

_ Cedo ou tarde ele vai ter que aprender a viver nesse mundo.

_ Ou não! _ Respondeu Fabrícia irritada. _ A gente ta seguro aqui. Ele pode aprender medicina com a Catarina.

_ Toda mãe sonha que o filho seja médico!

_ É seguro! E você não precisa me dizer como cuidar do meu filho. Eu quero ele longe dessas coisas!

Fabrícia seguiu brava para a cozinha e eu apenas continuei meu caminho. Meus planos era encontrar Osvaldo e ver o que tinha para fazer hoje, mas Derek me chamou da sala da Catarina. Quando cheguei, Tonny, Pink, Jim, Camila, Victor e Alan já estavam la.

_ Se apronte! Nós vamos limpar a faculdade! _ ordenou Derek

_ Eu não autorizei isso! _ Protestou Catarina enfurecida

_ Você não precisa autorizar nada! _ Avançou Derek. _ Já está bem claro que não é você quem protege esse lugar!

_ Vocês chegam aqui e acham que podem mandar em tudo!

_ Estamos protegendo vocês! Sem a gente esse lugar já teria caído a muito tempo. Ou pelos zumbis ou pelo ataque de outras pessoas!

_ Você matou aquelas pessoas!

_ Eu protegi essas aqui! E vou continuar protegendo! E você vai ficar ai sentada na sua mesa cuidando dos seus doentes enquanto eu faço algo pra manter a gente vivo!

Aquilo pôs um fim a discussão. Derek estava realmente se pondo contra Catarina com tudo que tinha. Sem ligar para nada. Até pensei em ir com eles, mas como discordo totalmente de como Derek está levando as coisas e tentando mandar no lugar, me voluntariei para ficar e proteger o hospital enquanto ele ia com outro grupo. Assim Derek, Camila, Victor e Pink iriam até a faculdade ao lado enquanto Todos os outros ficariam para ajudar no hospital.

_ Então… você vai com o Derek? _ Perguntei à Camila enquanto ela se preparava para a tarefa.

_ De novo com esse ciúmes? _ Disse sem sequer olhar para mimdo  entretida com as armas, munições e ajeitando o coldre.

_ Deixa. Eu ajudo. _ Eu disse enquanto me aproximava oferecia minha ajuda com o coldre da arma. _ Sobre o outro dia…

_ Dario agora não… _ Camila me olhou apreensiva e parecendo aflita por eu ter tocado no assunto.

Eu apenas concordei com a cabeça e me afastei enquanto ela apanhava a mochila e saia pela porta do quarto

_ Alias _ Disse antes de passar pela porta_ Gostei do corte de cabelo.

Passei o dia purificando a água dos galões e enchendo as garrafas PET com Alan e Jim. Thonny acabou ficando para ajudar a proteger e por vezes nos fornecia ajuda. Ele e Derek ficavam se comunicando por um rádio a pilha.

A equipe de Derek voltou na hora do almoço. Pareciam um pouco cansados, mas até então não pareciam problema. Miguel que estava sentado perto de Derek ficava perguntando coisas sobre matar zumbis a ele. Aparentemente fui substituído pelo garoto. A mãe já não queria saber de mim, agora o garoto também não.

A equipe de Derek saiu novamente depois das 15:00. Pretendiam voltar antes do anoitecer. Mas já era 18:00 e eles ainda não tinham voltado. Jim já estava meio preocupado com Pink andando de um lado para o outro no quarto enquanto eu observava pela janela Matheus praticando com sua espada no lado de fora.

_ Jim, andar de um lado para o outro não vai fazê-los aparecer. _ Disse Beatriz, tentando parecer calma, mas claramente demonstrando-se aflita.

_ Meu irmão também não voltou _ Falou Gabriel com seu jeito desengonçado que estava perto da enfermeira_ Mas eu sei que ele vai voltar bem! Eu tenho fé. O pastor disse que tem que ter fé!

Enquanto falava, Gabriel esboçava um sorriso em seu rosto, o que deixava seus olhos, que já são apertados por causa da síndrome de Down ainda mais apertados.

_ Você realmente é bem forte, não é, Gabriel? _ eu disse vendo como ele se mantinha bem

_ Meu irmão é bom! Ele me ajudou! Desde que começou tudo isso ele me ajudou. _ Dizia Gabriel olhando para todos no quarto _ Meus pais morreram infelizmente. Mas meu irmão foi la pra me salvar!

_ Irmãos são pra isso mesmo. Pra ajudar uns aos outros _ Falou Lucia sorrindo para Gabriel.

_ É… irmão tem que se ajudar. Todo mundo, na verdade tem que se ajudar. _ Completou Gabriel _ Mas irmão ainda mais!

A conversa parecia estar acalmando os nervos de quem estava nervoso, até Fabricia chegar aflita e respirando apressadamente.

_ Alguém viu o Miguel? _ Perguntou em tom desesperado, o que deixou todos ali quase que igualmente preocupados _ Pelo amor de Deus alguém viu meu filho? _ Agora Fabricia gritava de desespero

_ Calma! Ele deve estar brincando em algum lugar do hospital. _ Tentei tranquiliza-la

Não ta! Eu e Osvaldo já procuramos até nas outras alas do hospital! _ As lágrimas de preocupação de Fabricia escorriam de seu rosto

Segurei-a gentilmente pelos ombros tentando acalmá-la e ajudando Beatriz a fazê-la sentar-se. Alan, por ordens de Beatriz foi até a cozinha pegar um copo de água com açúcar. E Selmo entrava pela porta do quarto.

_ Olha, nem sinal do garoto _ Disse o velho, que trocara a expressão de rabugento para avô preocupado _ Mas a Vanise disse que a ultima vez que viu ele foi hoje a tarde com Derek.

_ É verdade _ Concordou Jim _ Ele estava mesmo conversando com Derek no almoço. Vamos falar com Thonny, ele pode ver com Derek pelo rádio se ele sabe onde o garoto se meteu.

Corremos para o quarto ao lado onde Thonny estava descnasando, todos nós, chegamos quase que ao mesmo tempo, Exceto Fabrícia que saiu em disparada, chegando primeiro e Lucia que, por causa da doença teve de andar amis devagar.

Levou um tempo para acalmarmos Fabrícia e contarmos tudo a Thonny que pegou o rádio imediatamente para falar com Derek.

_ Derek, na escuta? _ apertando o botão ao lado do rádio.

_ To aqui! Eu sei que to demorando, mas é que estamos meio que presos. Tem um blooder aqui e nos deixou encurralado _ Ouviu-se a voz de Derek do outro lado do rádio

_ Estão todos bem?

_ Sim, sim! Mas talvez tenhamos que passar a noite aqui até essa horda desistir. Estamos em uma sala e fizemos uma barricada.

_ Ok. _ Respondeu e logo mudou o assunto, visto que Fabrícia parecia inquieta querendo que ele pergunte sobre Miguel _ Vem ca, você sabe onde ta o garoto? O filho da Fabrícia? O pessoal disse que viu ele conversando com você hoje á tarde…

_ Ah… Ele ta aqui com a gente.

Ao ouvir isso Fabrícia ficou completamente paralisada e seus olhos quase que saltaram de tão esbugalhados que ficaram. Ela não era a única. Todos ali paraciam não acreditar no que Derek disse. E acima de tudo na maneira indiferente como disse.

_ Pera _ Disse Thonny ao rádio _ Ele está aí com você? Você levou ele com você O que você tava pensando?! _ Essa era a primeira vez que vi Thonny exaltado com Derek

_ Oras. Ele me pediu pra vir junto e aprender. Os outros não concordaram, mas eu achei que ele deveria aprender. Então eu o trouxe. Ta tudo bem! O garoto está bem.

Em questão de instantes Fabricia arrancou o rádio das mãos de Thonny e passou a xingar Derek de todo o tipo de nomes.

_ Se alguma coisa acontecer com meu filho eu mato você! Traz meu filho para ca agora! _ Gritava Fabricia histérica pelo rádio.

_ Não da não, moça. Seria ainda mais perigoso! Eu vi que você ta meio exaltada. Acho melhor conversarmos amanhã quando a senhora estiver mais tranquila_ Respondeu Derek em tom de autoridade.

Fabricia tentou chamar Derek, mas este não respondia. Então Fabricia se voltou contra Thonny

_ Eu quero meu filho de volta e quero ele agora!

_ Alan! Chamem o Antonio e o Mateus! Eu, você, Jim, Dário, e Antonio vamos formar uma equipe de resgate! _ Ordenou Thonny imediatamente.

Resolvi então aproveitar enquanto todos se preparam para escrever no meu diário antes de ir atrás de Miguel. A idéia de ir resgatá-los durante a noite me assusta, mas é de Miguel que estamos falando, então não tenho tempo pra ficar com frescura. Caso eu sobreviva, narrarei amanhã como foi a operação.

Fim do dia 76

103 104 105 Resto do hospital
Derek (28) Lucia (17) Dario (23) Catarina (29)
Tonny (26) Victor (21) Mateus (20) Osvaldo (51)
Antonio (61) Gabriel (24) Camila (21) Beatriz (21)
Pr. Felipe (40) Pink (19) Fabricia (32) Vanise (65)
Raquel (24) Jim (23) Miguel (7) Selmo (67)
Alan (35)

Fala galera! Como prometido a ação está começando. E se preparem para fortes momentos no capitulo que vem!

Não se esqueçam de comentar com criticas, sugestões, opiniões, etc. E se vocês gostaram, compartilha ai para seus amigos!

Anúncios

4 pensamentos sobre “76º Dia: alguém viu meu filho?

  1. William Oliveira disse:

    Finalmente de volta! Fiquei bem ansioso com toda essa espera no diário. A história voltou bem melhor, senti mais complexidade nos personagens.
    Continue assim, seu trabalho segue ótimo!

    Curtido por 1 pessoa

    • bossolon disse:

      Cara valeu! Quero aproveitar esse arco para trabalhar melhor nos personagens e nos relacionamento entre eles. Tenho receio da galera não gostar por ter mais sentimentalismo e menos ação e zumbi, mas fico feliz que vocês estão gostando!

      Curtir

  2. Lucas disse:

    Sinceramente, ir a uma faculdade limpar sem ter nada que presta lá, gastar munição p nada.O Derek não é tão imbecil, a prioridade é segurança,comida,um gerador e etc.

    Curtir

    • bossolon disse:

      Um dos maiores problemas do Derek é que ele é um personagem muito cabeça dura e orgulhoso (de certa forma bem infantil, até). Ele coloca na cabeça que tem que limpar a faculdade e não aceita a opinião de ninguém mais. Por isso ele não da tanto valor às demais coisas. E nem para para pensar que existem outras prioridades.
      O mesmo aconteceu no arco de Joaquim Egídio. Ele queria de todas as formas capturar o grupo de Xico, mesmo que nem tivessem lugar para prendê-los.
      PS: Obrigado pelo comentário

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: