78º Dia: Ele sempre cuidou de todos nós!

Deixe um comentário

31 de janeiro de 2015 por bossolon

Campinas. Dia 30/01/2015

Caro diário. Hoje foi um dia bem triste para todos nós. Ainda estamos chocados com a cena que vimos ontem. Nunca tínhamos visto de perto alguém se transformando em um blooder. E a situação piorou por ser alguém próximo a nós.

O dia passou bem quieto. Quase não conseguíamos falar mais que algumas frases um com o outro. Não que a morte de Gabriel tenha chocado tanto todo mundo. Mas a tristeza contagiou os demais.

Até mesmo Lucia que adorava seus livros deixou-os de lado por não ter cabeça para ler hoje. Ela tinha ficado bem próxima e feito muita amizade com Gabriel porque ambos viviam ali no quarto lendo e trocando histórias.

E não era apenas ela que estava triste, Miguel também falava pouco, e nem comeu nada, mesmo Fabricia incentivando-o a fazer os dois. Ele passou o dia cabisbaixo sentindo-se culpado pelo ocorrido.

_ Se eu não tivesse inventado de ir la Gabriel ainda estaria vivo. _ Disse Miguel depois de um longo período em silencio, mas ainda cabisbaixo com seu rosto rosado um pouco inchado por ter chorado pela manhã.

_ Não foi sua culpa filho _ Tentou argumentar Fabrícia com a voz mansa e fazendo um cafuné nos cabelos loiros e curtos do filho enquanto segurava um garfo com arroz e feijão na outra mão, aguardando que aparecesse a vontade de comer do menino.

_ Foi sim! Se eu não tivesse la. Não iriam la me resgatar e nada tinha acontecido. _Miguel fez um bico com os lábios e, aparentemente iria começar a chorar. _ Eu queria tanto matar zumbis igual vocês fazem.

Fabricia me deu um olhar apreensivo, como se estivesse me pedindo ajuda com a conversa. Debrucei-me sobre a mesa da cozinha do hospital e abaixei a cabeça para tentar olhar nos olhos de Miguel o máximo possível, entrando na linha de visão do garoto, mesmo que levemente.

_ Olha. Você não sabia que isso iria acontecer _ Eu disse_ E tem mais. Mesmo se você não estivesse la, Derek e os outros ainda estariam presos do mesmo jeito, não é? Então teríamos que resgatá-los de todo jeito.

_ Eu achei que era fácil matar zumbis. Que era divertido… _ Desabafou Miguel. _ Eu fiquei com muito medo. Eu queria ser corajoso igual você, o Derek, o Victor.

_ Corajoso? _ eu falei alto e quase dando uma gargalhada_ Miguel, toda vez que saio la fora e encaro essas coisas eu me cago de medo!

_ Verdade? _ Perguntou-me o garoto levantando seus olhos azuis iguais aos da mãe e me olhando curioso _ Mas você parece estar tão bem.

_ Eu finjo parecer pra ninguém ficar com medo! _Expliquei. _O que acha que as pessoas iriam pensar se nos vissem inseguros toda vez que saímos achando que nunca iriamos voltar? Vocês se sentiriam seguros?

_ É… acho que não… _ concordou Miguel.

_ Viu? É por isso que parecemos corajosos! _Respondi, agora mais entusiasmado porque Miguel parecia responder bem à conversa _Mas quando estamos la fora é outra coisa! A gente ta sempre de olhos bem abertos!

_ Mas o Derek e o Thonny.. E o Victor. Sempre pareceram tão valentões! Eles também tem medo? _ Perguntou Miguel

_ O Derek? É medroso pra caramba! _ Eu disse e depois me aproximei de Miguel e abaixei o tom da voz como se estivesse contando um segredo de estado _Não conte pra ninguém! Mas um dia ele ficou cercado e tivemos fomos la salvá-lo, eu posso jurar que vi ele limpando do rosto algumas lágrimas!

_ Ta brincando!

_ To falando sério! _ Eu disse _ Claro que ele disfarçou e vai negar até a morte! Mas posso ter certeza que ele chorou de medo!

Miguel agora parecia mais sorridente e me olhava com interesse.

_ E o Thonny! _eu continuei. _Lembra aquela vez que a gente foi no shopping? _Miguel balançou a cabeça positivamente _Quando a gente tava la, acabou a luz! Thonny gritou e saiu correndo! Eu to te falando esse cara é musculoso, mas tem medo do escuro!

Fiquei conversando com Miguel e Fabricia até que ele terminasse de comer. Depois fui ver como estava Victor. Ele certamente era o que estava mais abalado de todos nós. Ficou a manhã toda ao lado do corpo do irmão, ora tentando limpar as manchas de sangue do rosto dele, ora acariciando seu cabelo. Beatriz que ficou ao lado dele boa parte do tempo, nada conseguira fazer para animá-lo. Na verdade, Victor nem dava bola para ninguém.

_Victor… Você tem que comer alguma coisa _ Dizia Beatriz em vão, como se falasse para as paredes.

_ Não to com fome _ sussurrou victor sem nem desviar o olhar do irmão.

Beatriz virou gentilmente o rosto do namorado e o beijou pensando que isso o animaria, mas ele nem deu bola, voltando-se para o irmão novamente. A garota acariciava as costas e o cabelo de Victor, na esperança de confortá-lo.

_ Vem… Os outros estão aqui… Dário… Pink.. Jim… Lucia… Eles estão aqui para te ver. _ Dizia Beatriz tentando atrair a atenção dele. _ Só um pouco, Victor….

De tanta insistência, parece que Victor acabou perdendo a paciência. Ele levantou-se num impulso, fazendo com que Beatriz também tão rápido e tão assustada que seus cabelos negros cacheados saltarem e bagunçaram-se tanto que a garota teve que ajeita-os para tirar os fios de cabelo de seu rosto.

_ Eu não to com fome! _ Gritava Victor para Beatriz _Eu não quero ver ninguém! Vai em bora daqui! Vão todos em bora daqui!

Nós resolvemos obedecer e nos afastamos. Ficamos ali olhando-os de longe, em luto. Até mesmo Derek parecia estar abatido com o sentimento do hospital. A única que parecia menos abatida era Vanise, que na verdade era bem forte sentimentalmente. A velha senhora meio rechonchuda praticamente amparou a todos. Bem… ela e Felipe.

O velório de Gabriel foi no fim da tarde. Pastor Felipe fez um breve sermão e disse algumas palavras sobre Gabriel.

_ Sabem… _Começou o pastor durante o velório_ Uma vez Jesus disse que se queremos honrá-lo devemos amar o próximo como amamos a nós mesmo. E para mim, mesmo sendo pastor. Isso é uma coisa muito difícil. Porque o próximo inclui também nosso inimigo. É difícil você amar a todos. É difícil você orar por todos. Eu nunca consegui ser bom nisso.

O pastor deu uma pausa e continuou.

_ Mas Gabriel conseguia fazer isso tranquilamente. Ele ajudava a todos aqui dentro. Dizia palavras de fé e esperança a todos! E sempre que Gabriel orava comigo depois de lermos a bíblia. Ele orava por todos! Até por aqueles que ele não gostava muito.

Felipe deu uma rápida olhada para Derek nesse momento. Ao que parece nem Gabriel gostava muito de Derek. E até da pra imaginar, Derek o tratava como um peso ou um retartado.

_ Mas ele orava sempre! Por todos nós. Thiago uma vez nos disse em sua carta: Tu tens a fé? Eu tenho as obras! Mostre-me a tua fé e eu lhe mostrarei a minha fé nas minhas obras”. E o próprio Jesus dizia: “Assim conhecerão que são meus! Se tiverdes amor uns pelos outros!”. Gabriel… cumpria esses dois versículos! Gabriel era de Cristo, porque claramente ele tinha e transmitia amor a todos! E ele mostrava sua fé em suas próprias obras!

Felipe fez uma paus apara respirar um pouco e se concentrar nas palavras. Dava para ver que o pastor estava, também abalado com a morte de Gabriel. Ele não chegou a chorar, mas parece que algumas lágrimas saia de seus olhos castanhos, pois ele os enxugou com os dedos.

_ Na verdade…. Gabriel… Ele sempre cuidou de todos nós!

Enquanto enterravam o corpo de Gabriel, não apenas eu, mas todos ali ficaram em silêncio. Assistiam em silencio o partir de alguém que estava alegre mesmo no meio de todo aquele caos. Alguém tão puro que conseguia encarar o lado bom das coisas mesmo num mundo hostil e cheio de morte.

Fim do dia 78

103 104 105 Resto do hospital
Derek (28) Lucia (17) Dario (23) Catarina (29)
Tonny (26) Victor (21) Mateus (20) Osvaldo (51)
Antonio (61) Jim (23) Camila (21) Beatriz (21)
Pr. Felipe (40) Pink (19) Fabricia (32) Vanise (65)
Raquel (24) Miguel (7) Selmo (67)
Alan (35)

Fala galera! Esse foi um post de luto ao Gabriel! E meio que uma tentativa de falar um pouco mais do personagem também durante sua despedida. Hhasuhsau.

Aproveitei para trabalhar um pouco no relacionamento Dario, Fabricia e Miguel. E também dar um pouquinho de espaço para Felipe que quase não teve participação depois do retorno do Diário.

O que me faz lembrar: Comentem ai com criticas sugestões e quais personagens vocês querem que apareçam mais e eu vou tentar trabalhar melhor neles.

Desculpem por não postar desenhos com frequencia. Não sou tão bom desenhista e por isso demora muito para fazer um desenho sequer… mas vou tentar trazer mais imagens…

Não se esqueçam de compartilhar com seus amigos que possam vir a gostar de ler o Diário.

Ah uma coisa que não falei ontem. Isso também foi importante para mostrar de perto uma transformação em um blooder e trazer algumas informações sobre os blooders e o que causa a diferença de um tipo de zumbi para o outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: